quinta-feira, 23 de julho de 2015

A Internet: Como ferramenta profissional

A internet é uma das ferramentas mais eficientes, através dela podemos dizer ou mostrar o que pensamos, sentimos ou percebemos para qualquer pessoa e em qualquer lugar do mundo.
Por ser tão poderosa e até certo ponto de fácil acesso, a internet pode tornar-se uma faca de dois gumes. As redes sociais complementam a vitrine de recursos disponíveis na internet. Sites de relacionamento como Orkut, Facebook, Linkedin e Twitter mostram que vieram para ficar e que são a sensação do momento. Por meio das redes podemos mostrar todo nosso potencial, competência, criatividade e desenvolvimento.
Saber o que compartilhar e principalmente para quem compartilhar é o ponto mais importante para a boa construção da sua imagem. Esse não é o caso de você possuir milhares de seguidores no Twitter ou centenas de amigos no Orkut. O interessante é a oportunidade de se ter em um único lugar parceiros de trabalho, futuros chefes ou novos empregados.
Atualmente recrutadores e empresas especializadas estão de olho nessas informações. Observe que na maioria dos cadastros on-line é possível relacionar suas redes sociais. Portanto, não é nada bom para sua imagem participar de comunidades como: “Odeio trabalhar”, “ Finjo que estudo”, “ Sou desorganizado”, entre outras. Isso nada mais é que fazer uma propaganda altamente negativa mostrando o mal funcionário que você foi ou poderá ser.
*** Lembre-se, que a internet é um recurso, mas o verdadeiro diferencial é você.

quarta-feira, 26 de março de 2014

Sentimento de Culpa: Aspecto positivo para líderes segundo pesquisa

Essa sensação que geralmente é vista de forma negativa pode ser boa em um ambiente de negócios.
Qual é a principal característica de um grande líder? Ser decidido, confiante, inteligente... ou sentir culpa? Uma pesquisa recente sugere que possuir um sentimento de culpa pode fazer bem aos negócios.
"A sensação é desconfortável, e é algo do qual queremos nos livrar. Mas a vontade de reduzir o sentimento de culpa pode nos levar a tomar atitudes positivas", diz Schaumberg.
"É esse tipo de antecipação ao sentimento de culpa que leva indivíduos a emergir ou assumir papéis de liderança."
A estudante e seus colegas realizaram experimentos com voluntários nos Estados Unidos para testar suas hipóteses. Os participantes preencheram questionários com diferentes cenários hipotéticos, como por exemplo: "Você está dirigindo em uma estrada e acaba atropelando um animal".Diante de cada cenário proposto, o voluntário precisava exprimir como se sentia. As respostas foram medidas pela equipe de Schaumberg, que elaborou um índice de "tendência a sentir culpa".
Em seguida os voluntários participaram de uma dinâmica de grupo, onde uma tarefa era solicitada de todos. Os indivíduos com maior "tendência a sentir culpa" foram justamente os que assumiram a liderança nas tarefas.
A equipe também examinou a opinião que os empregados têm de seus chefes em empresas de verdade. A pesquisa indicou que os chefes mais bem avaliados eram os que tinham os maiores índices de "tendência a sentir culpa".
O fato mais peculiar da pesquisa é que o sentimento de culpa geralmente é visto como algo negativo. Para Schaumberg, as pessoas que sentem mais culpa também são as que costumam assumir mais responsabilidade pelo que acontece ao seu redor. Também são as pessoas que mais costumam a aprender com seus erros.
"Uma das coisas sobre a culpa que eu acho mais interessante, mas ainda não foi respondido é: 'Por quem nós sentimos culpa?' Quando pensamos no banqueiro pragmático de Wall Street, nós costumamos pensar que ele deveria sentir culpa em relação ao resto da sociedade. Mas na verdade, ele pode estar se sentindo culpado em relação à organização para a qual trabalha."
Outra pesquisadora, Taya Cohen, da Universidade Carnegie Mellon, estudou a relação entre culpa e ação ética. Ela também classificou as pessoas conforme a "tendência a sentir culpa" e depois analisou o quão éticas as atitudes de cada um era.
Uma das perguntas em um questionário era sobre qual medida seria tomada caso o participante descobrisse uma brecha na lei que permitisse que sua empresa fizesse negócios com um país acusado de abuso de direitos humanos.
Entre as pessoas com baixa "tendência a sentir culpa", 41% das pessoas disseram que explorariam ou poderiam explorar a brecha da lei. Entre as pessoas com maior sentimento de culpa, apenas 25% disseram que usariam a brecha.
Em um artigo, Cohen sugere que esses critérios podem ser usados tanto para procurar administradores como para se achar namorados.
"Pode ser sábio para as pessoas que buscam amigos e namorados éticos que prestem atenção à sensação de culpa, ao selecionar novos companheiros."
No entanto, muitas pessoas com grande sensação de culpa costumam ser tachadas de neuróticas. Para Cohen, isso não está certo.
"Ter tendência a sentir culpa não significa que a pessoa está sempre se sentindo culpada por coisas que não fez", diz ela.
Outro estudo liderado pela pesquisadora indica que as pessoas com maior tendência a sentir culpa costumam sentir culpa com menos frequência. Uma possível explicação é que - como essas pessoas, em tese, agiriam de forma mais ética do que as demais - elas teriam menos motivos para se sentirem culpadas.
Muitos psicólogos acreditam que todos nós estamos suscetíveis a níveis diferentes de sentimento de culpa, e que essa sensação pode nos levar a tomar atitudes. Algumas pessoas ficam até mais tarde no trabalho na sexta-feira para finalizar alguma coisa, sabendo que não conseguirão curtir o final de semana se não terminarem. Outras vão para casa e assistem a um filme sem problemas.

segunda-feira, 10 de março de 2014

As estratégias mais simples de marketing

 1:  Folhetos, circulares & cartão: Ótimo custo-benefício e vai ajudar a espalhar você para clientes locais (perto de você). Certifique-se de que a sua mensagem nesses materiais é consistente em todos eles, que é fácil de encontrar informações, links de sites e números de telefone. Pense fora da caixa sobre lugares para deixar seus panfletos e cartões postais. Se você um centro de Yoga talvez seja interessante divulgar nos escritórios perto aulas especiais para profissionais logo ou antes do expediente.
1. Faça um material consistente (aparência e informações)
2. Mapeie os melhores lugares (estabelecimentos e ruas) e horários para entregar o seu material
3. Considere investir no treinamento de quem irá entregá-los, ou até em uniformes.
2: Anúncios em classificados e em jornais locais: Talvez seja interessante lançar promoções ou simplesmente se posicionar como o especialista no seu ramo da sua região. Esses anúncios valem a pena caso tenham certa constância (1 a 3 vezes semanais por um período determinado). No entanto, podem pesar no orçamento. Uma boa opção é, dependendo do tamanho do veiculo, barganhar com serviços o preço sugerido.
3: Marketing/Parcerias Locais: Junto com os panfletos e cartões postais, considere com quem você pode se associar  Se você é um terapeuta pode ser interessante se alinhar com médicos e lojas de esporte da região.  Pense em quais parceiros locais podem lhe render clientes e como você pode ajudá-lo.
1.Defina o perfil de seu cliente (Idade, preferências e características)
2.Liste os possíveis profissionais/lugares que tem haver com seus clientes (lanchonete, estacionamento, livraria, ponto de ônibus e outros)
3.Mapeie os parceiros com o perfil acima perto de você
4.Ligue e agende uma reunião para conversar sobre uma possível parceria
5. Mãos a obra (aproveite para ser criativo)
4: Marketing Online: A presença online é o primeiro e fundamental caminho para divulgar seu negócio na web. No entanto é preciso saber como utiliza-la da forma correta. Vale a pena pesquisar mais sobre mídias nas redes sociais, ads e SEO em buscadores e sobre os agendamentos pela internet.
5:Presença Online: Qualquer pequeno negócio, que atualmente não tem uma presença online (site, redes sociais e outros), além de estar escondido de potenciais clientes, provavelmente recebe telefonemas desnecessariamente. Enquanto uma presença online efetiva requer um investimento inicial de tempo e dinheiro, a economia de tempo de um site bem concebido vale a pena. Considere opções como: site, redes sociais e agendamento online.
6: Encontros/Eventos: Já pensou em organizar pequenos eventos? Sediar uma abertura, reforma, promoção ou uma festa de aniversário ou qualquer outro tipo de festa que você pode pensar pode gerar muito “buzz” sobre seu negócio. É uma grande oportunidade para mostrar-lhes em torno do seu estabelecimento e apresentá-los aos seus serviços. Pense oferecendo prêmios de rifa, como aulas gratuitas ou coisas de valor.
1. Pense em uma data importante e de fácil adesão pelas pessoas (happy hours às        quartas e quintas são ideias)
2. Considere em disponibilizar comes e bebes de graça (parcerias, parcerias e parcerias!)
3. Convide amigos e espalhe a noticia (redes sociais, telefonemas, convite um-a-um…)
4. Peça uma pré confirmação pois diga que o evento é “limitado”
5. Faça algo que movimente a festa em torno de seu negócio (brincadeiras, promoções ou outros)
7: Programas de indicação: Crie um programa de indicação onde você recompensa seus clientes por recomendar de novos clientes. É muito importante pensar como você irá controlar e gerenciar as informações deste programa e certificar-se de treinar todos os seus funcionários. Outra dica, é testar este programa com poucos clientes inicialmente para evitar surpresas maiores. Assim você tem tempo de corrigir pequenas falhas que possam se tornar uma dor de cabeça.
8: Brindes / Ofertas: Pense em longo prazo. Isso pode, inclusive, significar a venda gratuita de um serviço, mesmo para novos alunos.  Considere fazer uma oferta nos sites de compras coletivas ou simplesmente uma ação temporal junto com as outras opções já destacadas (panfletos por exemplo).  No fundo, pense como poder motivar as pessoas e dar-lhes razões voltar depois que o negócio é feito.
9: Outras Dicas: Avalie e estude também outras possibilidades: fachada do seu estabelecimento, carro, traseiras de ônibus, rádios locais, email marketing, mala direta…

terça-feira, 25 de fevereiro de 2014

A valorização das mulheres nas empresas

     Palavra cada vez mais utilizada no mundo corporativo, o mentoring agora vem sendo aplicado como estratégia de fortalecimento da liderança feminina nas empresas.A ferramenta de mentoring está sendo usada com o intuito de melhorar o desenvolvimento dos colaboradores e, consequentemente, alcançar melhores resultados. Com a maior necessidade de alinhamento da estratégia das empresas, os programas de mentoring — que eram, inicialmente, aplicados apenas em casos de sucessão, como aposentadoria ou desligamento de colaboradores, talentos em potencial e momentos em que há necessidade de acelerar a adaptação da cultura corporativa — passaram a fazer parte da rotina delas. A mentoria também é indicada em casos em que há necessidade de transpor e assegurar, dentro da organização, conhecimentos de qualquer natureza. Nos últimos anos, as mulheres vêm cada vez mais buscando aumentar o seu espaço nas empresas. Neste cenário, o mentoring, que já vinha conquistando a simpatia entre executivos, surgiu como uma forma de consolidar a liderança feminina corporativa e, de três anos para cá, vem ganhando lugar de destaque na carreira delas. Também vem sendo usado como uma forma de ampliar o olhar sobre o trabalho das mulheres e como alavanca para o crescimento de sua trajetória profissional. As mentoras tornam-se um espelho de liderança e um pilar para que elas possam vencer as barreiras do ambiente corporativo altamente competitivo onde, geralmente, os homens contam com maiores e melhores oportunidades de crescimento. Para as executivas ou líderes, esse processo pode ser o melhor caminho para aprimorar tanto a vida profissional quanto pessoal, uma vez que ambas acabam se interligando naturalmente, e uma ótima fonte de troca de experiências e de superação de desafios, evitando assim que muitos erros voltem a se repetir. O apoio de um mentor ou uma mentora é mais do que uma forma de aprimoramento dos negócios. Neste caso, funciona como estímulo profissional já que as mentoriadas veem neles e nelas o sucesso que desejam para si.

* Por Patrícia Molino

domingo, 17 de março de 2013

Negocio na Internet

Já pensou em ter seu negócio na internet? Que permite que você obtenha 100% de lucro direto na sua conta? 
http://abrirlink.com/WTJVek18MEZGODZGRjE=

quarta-feira, 31 de outubro de 2012

Os conselhos que Eike Batista, homem mais rico do Brasil

Segundo Eike Batista, empreender é “identificar ineficiências, falta de qualidade, e fazer algo melhor e mais barato”. Ainda sobre o assunto empreendedorismo, o empresário dá a seguinte dica: “escolha negócios que tenham margens de lucro potencial altas”. E afirma: “busque o máximo de conhecimento possível sobre o seu negócio, para errar cada vez menos”. E entre as principais dicas para ser um bom empreendedor, Eike Batista enumera:

  1. Ter disciplina;
  2. Ter uma boa idéia (caso você não a tenha, ele indica as franquias);
  3. Elaborar um Plano de Negócios muito detalhado;
  4. Delegar funções e cobrar resultados;
  5. Ser transparente nos negócios;
  6. Distribuir parte dos lucros aos empregados;
  7. Buscar sócios com habilidades e competências que você não tem, para te complementar.

Segundo o empresário, até 2016 ele será o homem mais rico do mundo. E afirma que não é tão rápido assim não, há muito caminho para ser trilhado pela frente.
E aí, o que acharam das dicas do oitavo homem mais rico do mundo?

sábado, 6 de outubro de 2012

A globalização e o mercado de trabalho

A globalização, que é o conjunto das transformações de ordem econômica, política e social, vem ocorrendo no mundo todo nas últimas décadas. Ela está centralizada na integração dos mercados e os países acabam abrindo-se ao comércio e ao capital internacional.
processo de globalização vem acompanhado de uma intensa mudança tecnológica e as informações estão ao alcance de todos os povos através de computadores (internet), telefone, celulares, TV digital, fazendo com que haja uma homogeneização cultural entre os países.
Diante desta nova realidade, cada vez mais os clientes exigem produtos e serviços rápidos, aliados à qualidade e preços competitivos e as empresas buscam adequar-se para se tornarem mais competitivas, investindo em novas tecnologias e mudanças nos processos de trabalhos até hoje utilizados, e assim, o profissional se torna o sujeito e o objeto da mudança e precisa se esforçar para melhorar o desempenho e a qualidade do trabalho realizado, sem se descuidar da produtividade. Essa mudança ocasionada pela globalização acaba exigindo novas adaptações também dos colaboradores, parceiros e fornecedores das empresas. Esta busca pela melhoria contínua visa o fortalecimento da empresa e os profissionais precisam atender a estas exigências, procurando obter maior produtividade em um menor espaço de tempo e com menor custo. É a necessidade de constante aprendizado e crescimento profissional. O profissional apto a atender às exigências e às transformações pelas quais passam as empresas detém melhores chances de sucesso. Fazer cursos, falar vários idiomas, participar de seminários são requisitos fundamentais para ser bem sucedido na carreira. Também é importante usar a criatividade, buscar formas e meios de fazer de forma diferente o que todos fazem de forma igual, e tudo isso para atingir os resultados esperados.

quarta-feira, 29 de agosto de 2012

A importância do bom relacionamento no trabalho

Para ter um desempenho adequado e atingir bons resultados, os profissionais precisam estar motivados e felizes com o trabalho que realizam. De acordo a nova Pesquisa dos Executivos, realizada pela Catho Online, com participação de 46.067 respondentes, os profissionais apontaram o bom relacionamento com as pessoas do trabalho, como o principal fator de motivação, seguidos por reconhecimento como bom profissional e fazer o que gosta.
Trabalhar com pessoas que tornam a rotina das empresas mais agradável é sempre positivo. Como grande parte dos profissionais passam de 8 a 10 horas dentro das organizações, nada mais adequado do que prezar o bom relacionamento, seja entre os colaboradores, ou até mesmo entre profissional e gestor, tornando este período mais tranquilo.

Para Paula Alexandrisky, Coordenadora do curso de Tecnologia em Gestão de Recursos Humanos, do Centro Universitário Plínio Leite, o bom clima organizacional depende diretamente do relacionamento interpessoal. “O que vemos muitas vezes em organizações são pessoas desmotivadas não por conta do trabalho, mas pelo ambiente em que se encontram, reduzindo a sua produtividade”, explica.
Sheila, acredita que alguns picos de estresse são comuns, no entanto, muitos não conseguem conviver com ele por muito tempo. “Existem profissionais que gostam de trabalhar sobre pressão e podem ficar assim a vida inteira, mas isso não é a regra. Um ambiente tranquilo e saudável é sempre a melhor opção”, finaliza.



terça-feira, 10 de julho de 2012

Relacionamento Interpessoal

Mas o que é relacionamento interpessoal?
É a capacidade para interagir com os outros, usando empatia, atitudes assertivas, ou seja:
                                                                                                               
  • Identificar, analisar e fornecer…
  • É ter um comportamento maduro e não intolerante.
  • É saber agir e buscar melhores saídas mesmo sob pressão ou conflitos,
  • É a arte de fazer as pessoas se sentirem bem com você e vice versa
  • É ter respeito, ou seja, princípios de boas maneiras a famosa ética.
  • Aprender a ouvir e ter a capacidade de se colocar no lugar do outro, aceitar e evitar julgamentos
  • para que o outro reaja de forma defensiva.
  • Desenvolver seus pontos fortes e melhorar os fracos com a comunicação.

O relacionamento interpessoal é, sem sombra de dúvida, um dos fatores que influenciam no dia-a-dia e no desempenho de um grupo, cujo resultado depende de parcerias internas para obter melhores ganhos. No ambiente organizacional é importante saber conviver com as pessoas, até mesmo por ser um local muito dinâmico e que obriga uma intensa interação com os outros, inclusive com as mudanças que ocorrem no entorno, seja de                   processos, cultura ou até mesmo diante de troca de lideranças.




segunda-feira, 21 de maio de 2012

Início de carreira

Estou iniciando na minha nova carreira de administradora e por isso a partir de agora vou postar artigos mais voltados a vida profissional. Experiência, não tenho muita, mas tenho curiosidade, vontade de aprender, força de vontade. Vou sempre escrever sobre carreira e tendências do mercado, pois acredito que isso possa ajudar pessoas como eu que estão entrando no mercado de trabalho.
Aguardo comentários nas minhas próximas publicações.


quarta-feira, 18 de janeiro de 2012

Ano Novo!!!!!!!!!!!!!!!

É ano novo, novos desafios... Terminei a Faculdade, agora é hora de batalhar um emprego, não está fácil não, mas vamos que vamos, a vida tem que seguir.
Bom a batalha agora é passar em um concurso...Então a palavra de ordem é estudar, e muito.
Ótimo ano à todos, que Deus ilumine para que todos possam alcançar seus objetivos.
Boa semana...

terça-feira, 1 de novembro de 2011

Véspera de feriado

Pessoal, é véspera de feriado, dia de sair, passear, aqui na minha cidade vai ter um super show do João Bosco & Vinícius, vai ser demais... Pena que eu não vou, vou pra cama cedo. Muito chato, bom tomara que meu feriado seja menos chato que a minha véspera. Estudo tanto, queria ir ao show, mas meu namorado está com dores nos pés. Enfim, lá vou eu pra cama as dez, fazer o que.
Boa noite, pra todos.
Tenham um ótimo feriado.
Bj.

segunda-feira, 1 de agosto de 2011

Politica de privacidade


"Este site pode utilizar cookies e/ou web beacons quando um usuário tem acesso às páginas. Os cookies que podem ser utilizados associam-se (se for o caso) unicamente com o navegador de um determinado computador.
 
Os cookies que são utilizados neste site podem ser instalados pelo mesmo, os quais são originados dos distintos servidores operados por este, ou a partir dos servidores de terceiros que prestam serviços e instalam cookies e/ou web beacons (por exemplo, os cookies que são empregados para prover serviços de publicidade ou certos conteúdos através dos quais o usuário visualiza a publicidade ou conteúdos em tempo pré determinados). O usuário poderá pesquisar o disco rígido de seu computador conforme instruções do próprio navegador. O Google, como fornecedor de terceiros, utiliza cookies para exibir anúncios no DicasdoDan.
 
Com o cookie DART, o Google pode exibir anúncios para seus usuários com base nas visitas feitas a este site.
 
Você pode desativar o cookie DART visitando a Política de privacidade da rede de conteúdo e dos anúncios do Google.
 
Usuário tem a possibilidade de configurar seu navegador para ser avisado, na tela do computador, sobre a recepção dos cookies e para impedir a sua instalação no disco rígido. As informações pertinentes a esta configuração estão disponíveis em instruções e manuais do próprio navegador".


Este site respeita e procura responder todos os e-mails enviados.

Após a leitura este site apaga todos os endereços de e-mail enviados.

Este site afirma que não utiliza e-mails para políticas de Spam ou de envio de e-mails indesejados.

Este site não se responsabiliza pelo conteúdo, promessas e veracidade de informações dos banners colocados pelos seus patrocinadores. Toda a responsabilidade é dos anunciantes.


quarta-feira, 20 de julho de 2011

Sejam bem vindos, ao Meu diário

Olá pessoal, aqui pretendo contar a minha vida, vou começar com uma introdução dos anos que já se passaram, mas nem por isso estão distantes, pois na vida as vezes é assim o passado teima em conviver com o presente interferindo no futuro.Acho que nele haverá muito mais tristezas do que alegrias, mas haverá também muita esperança no futuro.Apesar da minha vida parecer um filme não é não, tudo que escrever aqui será realidade.
Mas, por que escrever aqui tudo que passei e o que passo?
Simplesmente, é um desabafo.Não sou muito boa com as palavras falando principalmente, então decidi escrever...
Todos os dias estarei postando um resumo do que foi minha vida até hoje, e quando chegar no hoje irei postar meu dia a dia.